Baixa Libido? Pode ser desregulação dos hormônios

 

Nem sempre a falta de desejo sexual resulta de problemas psicológicos ou de relacionamento. O fator hormonal exerce grande influência na libido e deve ser cuidado. Uma das principais causas responsáveis pela queda na libido é a queda hormonal correspondente à menopausa (mulher) e andropausa (homem).

Um estudo realizado pela psiquiatra, sexóloga e coordenadora do projeto da sexualidade no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, aponta que METADE das brasileiras apresenta algum tipo de disfunção sexual, como falta de libido, dificuldade de manter a excitação e inibição do orgasmo.

Uma das mais frequentes entre elas é a baixa libido, atingindo 22% das mulheres de todas as idades. Na faixa de mais de 50 anos estes índices ultrapassam os 40%. Caracterizada pela falta de desejo sexual, a baixa de libido pode estar associada à alguma causa orgânica, como desequilíbrio hormonal, infecção na região pélvica ou doença sexualmente transmissível.

A palavra libido tem origem no latim e significa “vontade”. Quando há baixa, significa que o organismo, por algum motivo que precisa ser investigado, não tem vontade de sexo, gerando ansiedade e muitas vezes problemas nos relacionamentos.

A manutenção de níveis adequados de certos hormônios é importante para manter vivo o desejo sexual em homens e mulheres. A deficiência de testosterona pode ser o responsável pela queda da libido. Nos homens, o nível de testosterona é o mesmo até que a andropausa comece a dar sinais. A partir dos 40 anos, é comum haver uma diminuição anual dessa produção. Com as mulheres, a queda nos hormônios é mais brusca, enfrentando as variações hormonais do ciclo menstrual e evidenciando-se na famosa menopausa.

Em ambos os casos é indicado acompanhamento médico, exames laboratoriais e de imagens, para um diagnostico preciso e um tratamento adequado. Procure um médico e viva sua sexualidade de forma plena e gratificante.

Baixa Libido? Pode ser desregulação dos hormônios

Artigos relacionados